Málu Balona

Málu Balona (1946-) É reeducadora, pesquisadora, professora de Conscienciologia e Projeciologia desde 1986; autora dos livros: Síndrome do Estrangeiro (3a edição, 2006; 1ª ed. Espanhol, 2000) e Autocura através da Reconciliação (3a ed. Português, 2009; 1a ed. Espanhol, 2004) com cessão integral de direitos autorais à Editares.

 

 

 

 

 

Obras

 

AUTOCURA ATRAVÉS DA RECONCILIAÇÃO: UM ESTUDO PRÁTICO SOBRE A AFETIVIDADE 

Com abordagem clara e acessível, a autora mostra como a retratação consigo mesmo auxilia na superação da baixa auto-estima, da autoculpa, dos ressentimentos, das mágoas e das frustrações, elementos que representam forte obstáculo à saúde e evolução pessoais.

No texto são propostas técnicas eficazes para a autorreconciliação afetiva que tem como resultado, entre outros benefícios, maior segurança pessoal e estabilidade emocional. Esta condição favorece o desenvolvimento gradual do abertismo e da empatia nas relações interpessoais, aumentando as possibilidades de assistência, ou seja, ajuda, ajustes e acertos com os demais membros do grupo com o qual convive.

Com a reconciliação, a pessoa passa a adotar atitude participativa, assumindo maior responsabilidade perante a própria vida, já que, conforme as palavras da autora, não adianta tentar “terceirizar” a autocura.

 

 

 

SÍNDROME DO ESTRANGEIRO 

Segundo a autora, a Síndrome do Estrangeiro é um mal-estar existencial, sentimento de não pertencimento e de deslocamento do indivíduo nos diferentes ambientes em que se relaciona, seja na família, escola, trabalho e diante de si mesmo. A pessoa se sente um estranho no ninho.

Com uma visão ampla e interdisciplinar, a autora relaciona a síndrome com algumas vertentes da Psicologia, da Psiquiatria e do paradigma materialista no confronto com as ideias da Conscienciologia.

A obra é útil para todas as pessoas que passaram por experiências singulares na infância e na adolescência, com traços conflitivos de superdotação intelectual, paranormal ou parapsíquica, acima da média da sociedade.